fbpx

Você sabia que é possível tratar o câncer de mama sem retirar a mama toda?

O tratamento do câncer de mama é um assunto muito amplo e vou falar aqui por partes!

A cirurgia é um dos tipos de tratamento local do câncer de mama está dividido em duas abordagens: a mama e a axila.
Hoje vamos falar sobre a cirurgia da mama e, mais especificamente, sobre a cirurgia conservadora da mama!

O tipo de abordagem cirúrgica e suas indicações são avaliadas pelo médico mastologista

Para a cirurgia da mama, existem dois tipos principais de cirurgias: a cirurgia conservadora e a mastectomia. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
De maneira geral, para a escolha do tipo de cirurgia é preciso avaliar o tamanho do tumor em relação à mama e o médico mastologista verifica se há possibilidade de realizar cirurgia conservadora sem o prejuízo estético.


A cirurgia conservadora consiste na retirada da lesão do câncer de mama – seja ela um nódulo, assimetria ou calcificação, juntamente com uma “margem de segurança”. Muitas pessoas conhecem como quadrantectomia da mama, mas hoje sabemos que não é necessário retirar, de maneira sistemática, tanto tecido mamário. Existem as exceções, cada caso precisa ser avaliado individualmente, mas, via de regra, é preciso tirar toda a lesão com a margem adequada!

Sempre que se realiza cirurgia conservadora é necessária a complementação com radioterapia da mama, para destruição de células tumorais que possam existir no restante desta mama: seria como “proteger” a mama que foi conservada.
Existem algumas exceções, mas de maneira geral, existe a necessidade de complementação com a radioterapia!


Dra. Danielle Miyamoto
Médica Mastologista (RQE: 73734)
CRM 156030

Deixe um Comentário

© 2020.Dra. Danielle Cristina Miyamoto Araújo - CRM: 156030 | RQE Mastologia: 73734 | RQE Ginecologia e Obstetrícia: 69083 Todos os Direitos Reservados.